Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Infynita e o seu Mundo

27
Out20

Charles Chaplin

Charlot


Charles Chaplin, nasceu em Londres, Inglaterra, no dia 16 de Abril de 1889, um ator, dançarino, diretor e produtor.

Criou uma personagem de maneiras refinadas, com uma dignidade distinta, vestia um casaco rasgado, calças e sapatos gastos e com certeza maior que o seu número, chapéu, uma bengala e um distinto bigode – o famoso Charlot – uma personagem que marcou a sua carreira e que fez presença em muitos dos seus filmes, conjugando humor, ternura, amor, amizade e crítica social.

Foi o maior artista cinematográfico do cinema mudo da sua época, criou a sua própria editora (United Artists ), não aceitou muito bem a nova era do cinema – o cinema falado – e continuou a criar filmes assentes mas suas mímicas, no entanto, em 1940 lançou  o seu primeiro filme falado – The Great Dictator, uma sátira ao nazismo e ao fascismo.

Era popular, mas as suas ideias não eram bem “recebidas” em setores conservadores da sociedade norte-americana, assim em 1952 abandonou os Estados Unidos e foi viver na Suíça.

Charles Chaplin faleceu em Corsier-sur-Vevey, na Suíça, no dia 25 de Dezembro de 1977.

Charlie Chaplin

Cada segundo é tempo para mudar

Infynita - frases, pensamentos, citaçõesCharlie Chaplin - frases citações

Citações - tshirts personalizadas

Facebook InfynitaInstagram InfynitaSite Infynita

27
Fev20

Eça de Queiroz


A 25 de Novembro de 1845 na Póvoa de Varzim, nasceu Eça de Queiroz, um romancista português que conquistou fama internacional nessa época.

O escritor foi nomeado Cônsul em Havana, onde permaneceu dois anos até ser transferido para Inglaterra. Nestes anos publica “O crime do Padre Amaro”, onde critica a vida social portuguesa, denuncia a corrupção do clero e a hipocrisia dos valores portugueses. Com o tema principal, o adultério publicou “O primo Basílio”.

Em 1888 foi para Paris como Cônsul, o ano em que publica “Os Maias”, considerada a sua obra prima, o romance mais completo e brilhante de Eça de Queiroz. Um romance que vive de histórias de amor, dos costumes, retratando a sociedade lisboeta da segunda metade do século XIX.

Eça de Queiroz faleceu em França a 16 de Agosto de 1900.

Não se descuide Eça de Queiros

Citações frases pensamentos

Frases inpiradoras

pensamentos frases inspiradoras

Tshirts personalizadas frases

Facebook InfynitaInstagram InfynitaSite Infynita

05
Fev20

Fernando Pessoa


Fernando Pessoa foi um dos mais importantes poetas de língua portuguesa, nasceu e morreu em Lisboa (1888-1935).

Na sua vida, Fernando Pessoa ficou conhecido por criar vários poetas, criou personalidades próprias para os diferentes poetas que viveram nele. Cada um com os seus traços diferentes de personalidade, cada um com o seu mundo, cada um tem a sua biografia – os seus poetas, os seus heterónimos.

- Alberto Caeiro, Ricardo Reis, Bernardo Soares ( autor do livro “Desassossego” ), Álvaro de Campos, entre outros.

Álvaro de Campos, era um poeta revoltado e inconformado com o universo que vê. Escreveu “Ode Triunfal”, “Ode Marítima” e “Tabacaria”, que reflete o desalento que o caracteriza:

“Não sou nada

Nunca serei nada

Não posso querer ser nada

À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo”

 

Era um mestre da poesia, no entanto mostrou muito pouco do seu talento em vida, publicou quatro obras em vida, três das quais em inglês.

Descrito como uma pessoa reservada, ninguém fazia ideia do imenso e variado era o universo literário acumulado e guardado por este poeta ao longo dos anos com poesia, peças de teatro, contos, filosofia, crítica literária, traduções, textos políticos… em português, inglês e francês.

“ O homem é do tamanho do seu sonho”, para mim tem um grande significado. Não existe ninguém igual, não há ninguém com os mesmos sonhos, mas todos nós precisamos de sonhar.

O Homem é  ......Fernando Pessoa

Fernando Pessoa Citações Pensamentos

Citações Pensamentos Frases inspiradorasCitações Pensamentos Frases portuguesas

Citações Pensamentos Frases inspiradorasFacebook InfynitaInstagram InfynitaSite Infynita

30
Jan20

Luís Vaz de Camões


 

Luís Vaz de Camões, nasceu não se sabe ao certo em 1524/1525, não se sabe precisamente onde, e morreu a 10 de Junho de 1580 em Lisboa.

Um poeta português, autor de uma das obras mais importantes da literatura portuguesa, o poema “Os Lusíadas”, uma obra que celebra os feitos marítimos e guerreiros de Portugal.

São lhe atribuídos vários destinos como soldado em África, nomeadamente em Ceuta, onde combateu e durante uma briga perdeu o olho direito; embarcou para a Índia, esteve em Goa; foi nomeado provedor em Macau, na China e durante o seu tempo neste país escreveu seis contos.

Luís Vaz de Camões viveu intensamente, determinado, incompreendido, por muitas vezes preso, sofreu de caluniosas acusações, foi perseguido, morreu em 1580 em absoluta pobreza.

Poeta aprimorado e popular, inspirou-se em canções ou trovas populares, escreveu poemas líricos, versos bucólicos, as comédias El-Rei Seleuco (…), sonetos de Amor, encontrando-se entre eles o mais famoso “O Amor é fogo que arde sem se ver”.

Um poema com ideias opostas mas unidas, por esta aproximação o poeta faz declarações sobre o Amor de uma forma discordante, mas no entanto são inseparáveis à própria natureza desse sentimento.

Amor é fogo - Luis de Camões

Citações frases camões

Citações -  Amor é fogo - Luis de Camões

pensamento citações luis de camões personalize.tshirts personalizadas pensamentos citaçõesFacebook InfynitaInstagram InfynitaInfynita.net

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D